Entre em contato conosco VIA WHATSAPP
49 98437 7750

Blog de | Notícias

Postado em 01 de Abril às 07h53

O que preciso saber antes de comprar um café especial?

Aprendendo sobre Café (48)
Brasitália Máquinas e Café Com o crescimento do mercado do café e o interesse do consumidor em experimentar bebidas de qualidade, alguns termos se tornaram mais frequentes neste mundo. É comum escutarmos “esse café...
Com o crescimento do mercado do café e o interesse do consumidor em experimentar bebidas de qualidade, alguns termos se tornaram mais frequentes neste mundo. É comum escutarmos “esse café é gourmet”, “o grão é especial”, ou “prefira os superiores”. Mas o que de fato torna um café especial?
 
Para tirar algumas destas dúvidas, vamos falar sobre isso no artigo.

As classificações para saber se um café é especial ou não

A ABIC (Associação Brasileira da Indústria de Café) diferencia e classifica os tipos de cafés como sendo: tradicional, superior e gourmet - embora a nomenclatura “especial” não seja utilizada, podemos considerar os gourmets como um sinônimo. Os termos são usados principalmente para definir o nível de qualidade de cada grão.

Outra entidade que faz esta avaliação é a SCAA (Specialty Coffee Association), sendo uma das definições mais respeitadas acerca desse tipo de café. Para a SCA, o café especial é aquele que possui qualidade superior em diversos aspectos, que vão desde a forma de plantio até seu sabor e aroma, diferenciando-os dos cafés convencionais.

Classificação ABIC

Desde 2004, a Associação, além do seu tradicional Selo de Pureza, mantém o Programa de Qualidade do Café (PQC). Por meio dele, certifica a qualidade do produto final por meio de uma metodologia de análise sensorial, e classifica e diferencia os cafés em 4 categorias:  Extraforte, Tradicional, Superior e Gourmet. Além de certificar o produto, a empresa é auditada quanto às boas práticas de fabricação de todo o processo de industrialização, para garantir consistência.

Na escala de cafés diferentes, as notas vão de 6 a 10. Assim, para ser um café superior, deve ter nota entre 6 e 7,2. Estes cafés são constituídos de cafés arábica, ou blends com robusta/conilon. São melhores que os Tradicionais e/ou Extra fortes e com valor agregado.

Já um café gourmet ou especial é um café excelente, exclusivo e de alta qualidade, com sabor e aroma mais suaves por causa da seleção dos grãos e de torra controlada. São 100% arábica. Sua nota deve ser entre 7,3 até 10.

Classificação SCA

A classificação da SCA traz mais procedimentos. A diferenciação é feita por meio de pontuação, sendo avaliados: acidez; doçura; amargor e o corpo do café. Quem classifica isso é o “Q-Grader” traduzido como “Avaliador Q” (Qualidade) e se refere a uma certificação mundial dada aos profissionais de classificação e degustação de cafés. Segundo a pontuação, o café só é considerado especial quando recebe pontuação acima de 80 pontos. Um café gourmet, por exemplo, recebe em torno de 73 pontos.

Assim, para atingir boa pontuação da SCA, o café precisa ter uma alta qualidade, sendo praticamente perfeito. Por isso, recebe atenção durante todo o seu processo de produção, desde o plantio até a moagem, a torra e o transporte.

Entram nestas classificações ainda os cafés orgânicos, os Fair Trade (sustentáveis), os de origem certificado e os microlotes.

E além das certificações, o que mais devo observar?

Depois de buscar por estas certificações, vale a pena prestar atenção em alguns outros detalhes da torra e moagem.

Em relação à torra, dê preferência os torrados recentemente - pelo menos no mês da compra. Depois disso, por melhor que seja o processo de produção e envase, o café começa a oxidar e perde aromas e sabores. Também prefira torras mais claras, no máximo, médias. Torras mais escuras geralmente são feitas para esconder defeitos do café e acabam resultando em um sabor mais amargo.

Sobre a moagem, nada melhor do que ter o grão moído na hora do preparo. Assim, busque por lugares que possam moer o grão antes de você levar para casa. Outra saída é investir em um moedor ou então em uma máquina de espresso doméstica.

No entanto, isso não quer dizer que comprar o produto já moído irá ser de menor qualidade. Nesse caso, procure embalagens à vácuo ou com válvula, que conservam melhor o sabor.

Para finalizar, não esqueça que para degustar, de fato, um café especial, você ainda deve estar atento ao modo de preparo, aos utensílios, a qualidade da água e a boa conservação do produto.

Precisa tirar dúvidas com especialistas, comprar cafés especiais ou utensílios, e moer o grão na hora? Entre em contato com a Brasitália pelo site, redes sociais - Instagram e Facebook - ou vá até nosso Empório no Centro de Chapecó/SC.

Veja também

Cafeteria: 7 dicas infalíveis para motivar seus funcionários!11/11/16 Como diz Bernardinho, técnico da Seleção Brasileira de Vôlei: houve uma época em que as pessoas eram motivadas pela pressão, pela cobrança, pelo desafio, e até “por gritos”... hoje, a nova geração precisa ser estimulada, motivada, envolvida nos objetivos, e principalmente pelo próprio exemplo do técnico. Bem sabemos,......
Frapê Raffaello Ferrero Rocher14/12/16 Hoje tem receita nova, sim senhor! Frapê Raffaello Ferrero Rocher Veja como fazer. Frapê Raffaello Ferrero Rocher 50 gr de Frappease Baunilha Essenza 2 colheres de sopa de Leite Condensado 120 ml de Leite Gelado 5 cubos de......

Voltar para Blog (pt)