Entre em contato conosco VIA WHATSAPP
49 98437 7750

Blog de | Notícias

Postado em 21 de Fevereiro às 14h25

Entenda por que a Alemanha é o país do café

Aprendendo sobre Café (52)
Brasitália Máquinas e Café Quando pensamos na Alemanha, a primeira imagem que vem à cabeça é a de alguém com uma caneca enorme de cerveja na mão. Não dá pra dizer que este estereótipo...
Quando pensamos na Alemanha, a primeira imagem que vem à cabeça é a de alguém com uma caneca enorme de cerveja na mão. Não dá pra dizer que este estereótipo não corresponda à realidade, mas, na verdade, este é o país do café.
 
Os números revelam o gosto dos alemães pela bebida: o consumo per capita é mais de 150 litros por ano - no Brasil, são cerca de 80 litros pelo mesmo período. Isto significa que cada alemão bebe, em média, 400 ml ou quatro xícaras de café diariamente. Assim, já fica fácil perceber que no país da cerveja, o café é a paixão nacional.

Porém, esse consumo impressionante de café na Alemanha não se faz somente de “xicrinhas” de espresso, é claro. O café coado, usando filtro de papel ainda é o líder, seguido das máquinas com cápsulas, que também são muito populares. Além disso, há bastante espaço para as prensas-francesa (french press), cafeteiras italianas (mokas) e máquinas de espresso domésticas.

Na terra da Melitta
 
O gosto pelo café na Alemanha, no entanto, difere um pouco do paladar brasileiro, já que é mais suave, ao estilo do café americano. Na verdade, o que faz o café alemão ser diferente é a torra, sempre mais clara, deixando-o mais “fraco”.

Podemos dizer também que o gosto por uma bebida mais “leve”, por assim dizer, teria até um outro bom motivo: na Alemanha surgiu o filtro de papel. Tudo começou na cidade de Dresden, onde Melitta Bentz (1873- 1950) - sim, essa Melitta mesmo! - não estava satisfeita com os percolados de café (que acabavam produzindo mais café do que o necessário), nem com as máquinas de café espresso (porque na época ainda deixavam resíduos na bebida), nem com os filtros de pano (que na época eram feitos de linho, muito difíceis de limpar).

Melitta, então, experimentou diversas técnicas até que, em 1908, teve uma ideia simples e genial: fez pequenos furos em uma caneca de latão transformando-a em uma peneira. Depois utilizou um pedaço de papel do caderno escolar de seu filho, inventando assim, o primeiro filtro de café. A invenção deu tão certo que a empresa hoje conta com cinquenta filiais pelo mundo. No Brasil, a marca Melitta chegou em 1968, sessenta anos depois da invenção.

Pode ser por isso, que o “jeito Melitta” de fazer café ainda é o mais comum entre os alemães.

Enquanto o Brasil produz, a Alemanha fatura

É fato que o Brasil lidera o volume de colheita e de exportações em café, mas na hora de faturar, os alemães é quem sabem como fazer bons negócios. O país é, junto com os Estados Unidos, o maior comprador de nossos grãos, com cerca de 20 milhões de sacas por ano. Mas nem tudo é para consumo interno. Pelo menos metade deste volume é destinado para o resto da Europa, sendo distribuído por uma ótima logística, via malha ferroviária.

Assim, mesmo sem contar com um pé sequer de café em seus 357 mil km2 de extensão – o equivalente ao território do estado do Mato Grosso do Sul – a Alemanha é o país que mais ganha dinheiro exportando o produto. Como? Ao pagar R$ 400 em cada saca de 60 quilos e “re-exportam” para seus vizinhos por R$ 800.

Outro ponto favorável: das sacas que ficam dentro da Alemanha, uma parte vai para a cidadezinha de Schwerin. Por lá, os grãos brasileiros saem na forma de cápsulas de Nespresso e ganham mais um up-grade de preço, já que um quilo dessas cápsulas sai por cerca de R$ 400 no varejo, quase setenta vezes o quilo do café cru.

No final, quando tudo isso é contabilizado no caixa, as exportações brasileiras rendem em média US$ 4,2 bilhões ao ano. Já na Alemanha, o produto chega a ter um valor 70% maior do que no Brasil.

Ainda curioso com a história e o mercado do café? Continue acompanhando o blog e as redes sociais - Instagram no Facebook - da Brasitália e saiba muito mais!

Veja também

Máquina de café espresso: você pode ter em casa ou no escritório31/08/17 Já imaginou ter, a qualquer hora, em sua casa e no trabalho, aquele sabor do café espresso feito na padaria ou cafeteria que você adora? Pois saiba que não é preciso ficar apenas no desejo. Além das máquinas profissionais dos estabelecimentos que vendem café, é possível encontrar também uma máquina de café espresso para uso......
Como surgiu o Cappuccino?05/06 De fama mundial e com versões adaptadas para várias culturas, o cappuccino também tem muitos apreciadores no Brasil. A receita tradicional é italiana e conta com apenas três ingredientes. Mas apesar da aparente simplicidade,......

Voltar para Blog (pt)