Entre em contato conosco VIA WHATSAPP
49 98437 7750

Blog de | Notícias

Postado em 12 de Julho de 2018 às 12h16

Avaliando o espresso: reconheça o sabor do café perfeito

Brasitália Máquinas e Café Tomar um espresso delicioso é uma dos grandes prazeres para quem gosta de café. É quase impossível não apreciar a harmonia entre o sabor do café, o aroma delicioso e o creme...
Tomar um espresso delicioso é uma dos grandes prazeres para quem gosta de café. É quase impossível não apreciar a harmonia entre o sabor do café, o aroma delicioso e o creme dourado (sim, aquela espuminha que fica na parte de cima da bebida).

Já sabemos que a extração de um espresso perfeito depende dos 5 M’s, que são a máquina, o moinho, a ‘mão’ de quem prepara, a miscela (mistura ou blend) e a boa manutenção dos equipamentos e utensílios utilizados. A junção de tudo isso é que trará como resultado uma alquimia exata entre quatro elementos: café, água, pressão e temperatura. Pronto! Temos aí a emulsão entre as gotículas de água e os óleos aromáticos do café, proporcionando textura densa, e com color de avelã.

Mas você deves estar se perguntando: “como eu, sem ser especialista, posso avaliar o espresso?” Depois de ler este artigo você vai saber logo se o sabor do café e todas as outras características que levam a excelência da bebida estão de acordo com as melhores cafeterias e nunca mais olhará para o seu espresso com os mesmos olhos. Confira!

As características e o sabor do café espresso bem extraído

Listamos os principais pontos que devem ser analisados para avaliar o corpo, o creme, o aroma e o sabor do café espresso. Eles irão mostrar se a bebida foi bem extraída ou não.

Vale lembrar que a dose de espresso tem de 25 a 30ml e deve ser preparado com 7 a 9g de café moído, somado a água pura e filtrada na temperatura entre 92o a 95o. Sob a pressão da máquina (doméstica ou profissional), a água deve extrair o café em 20 ou no máximo 30 segundos. Enquanto estiver sendo extraído, o fluxo do líquido deve parecer ter a viscosidade de mel quente, com aroma e sabor intensos.

Ao final, deve ter um creme denso, com cor caramelo-escuro, em toda a superfície. Mesmo que a pessoa não adicione açúcar ou adoçante, o café deve ser mexido para que seus aromas possam ser sentidos.

Veja então as características de um espresso perfeito, de um super extraído e de um sub extraído:

Expresso Perfeito

  • Aroma - bom;
  • Creme - com cor em tons marrom- avermelhados, como avelã, e listras vermelhas no centro; (padrão tigrado), tem bolinhas pequenas e consistência de espresso;
  • Persistênciano paladar - de 3 a 4 minutos;
  • Corpo - consistente e mais espessa, não ‘quebrando’ ou ‘desmanchando’;
  • Sabor - doce;
  • Sabor residual - doce;
  • Problema no preparo - sem problemas.
Muito Passado (Super Extraído)
  • Aroma - levemente queimado;
  • Creme - tem borda escura e buraco negro no centro, bolinhas médias e a consistência é em forma de halo, na borda da xícara e sem creme no meio;
  • Persistênciano paladar - de 1 a 2 minutos;
  • Corpo - pouco consistente;
  • Sabor - amargo, adstringente (sensação de secura na boca);
  • Sabor residual - amargo;
  • Problema no preparo - tempo de extração muito longo, que vai queimar o creme, e dar a ele o aspecto mais escuro e sabor amargo.

Pouco Passado (Sub Extraído)

  • Aroma - fraco ou suave;
  • Creme - tem tons amarelo-pálidos, bolinhas grandes e é ralo, sem consistência, se desmanchando fácil;
  • Persistênciano paladar - menos de 1 minuto;
  • Corpo - aguado;
  • Sabor - fraco;
  • Sabor residual - pouca duração;
  • Problema no preparo - moagem grossa, temperatura baixa, tempo de extração muito curto.
Agora você está pronto para saber mais sobre a degustação do café e o passo a passo para entender tudo o que ela entrega em sensações. Veja aqui neste outro artigo!

Sem trabalho: máquina de café espresso doméstica entrega o melhor sabor do café

As máquinas de café espresso domésticas têm basicamente o mesmo funcionamento das máquinas profissionais e também oferecem o café pela pressão da água quente no grão moído.

A principal diferença é o moedor, que nas domésticas já está embutido no maquinário e pode ser regulado de acordo com seu gosto, enquanto nas profissionais é necessário investir em mais um equipamento.

Entre as variações das máquinas domésticas superiores, podemos encontrar as semiautomáticas e as automáticas. O que difere uma da outra é o display da automática que permite visualizar o tempo de preparo do café, contador de doses e outras informações da máquina, além do ajuste eletrônico para café suave, médio ou forte. Nas semiautomáticas, as funções são feitas manualmente. Mas em ambas, o único trabalho que você vai ter é abastecê-la com grãos e água. Aí é só apertar o botão e degustar todo sabor do café.

Se quiser saber mais sobre o produto, entre em contato com a nossa equipe. A Brasitália conta com uma linha completa de equipamentos.

Veja também

Degustação de café: saiba diferenciar sabor, aroma e corpo12/04/18 Degustar um café é apreciá-lo com atenção, observando seu visual, aromas, sabores e todas as suas características. Vamos mostrar quais características podem ser reconhecidas na degustação do café e o passo a passo para degustar a bebida e entender tudo o que ela entrega em sensações.   Vale lembrar que um bom cultivo nas......
Mais sobre o café, por favor!20/10/16Características do Café Para o degustador e o preparador de café é essencial conhecer, saber e sentir as características principais da bebida, como a doçura, acidez, amargor, corpo e aroma. Mas, o que tudo isso singifica? Venha saber mais sobre essa......
Você sabe o que é Vending Machine?22/08/16 Você sabe o que é Vending Machines?   Vending Machines são máquinas automáticas de venda de produtos. Elas foram inventadas no ano de 1888, para vender chicletes, mas se tornaram popular na década de......

Voltar para (Blog (pt) NOVO)