Entre em contato conosco VIA WHATSAPP
49 98437 7750

Blog de | Notícias

Postado em 23 de Agosto de 2017 às 12h53

As diferenças entre café coado e café espresso

Brasitália Máquinas e Café Mesmo com modos de preparo, sabor e aroma bastante diferentes, o café espresso e o café coado (ou filtrado) estão entre as preferências dos brasileiros. Que o café é uma...

Mesmo com modos de preparo, sabor e aroma bastante diferentes, o café espresso e o café coado (ou filtrado) estão entre as preferências dos brasileiros.

Que o café é uma paixão dos brasileiros todos nós já sabemos. Aliás, no blog da Brasitália já trouxemos várias informações falando da cultura do café no Brasil e dos milhões - quase 90% da população - de apreciadores da bebida no país. Mas hoje, vamos falar mais especificamente de dois tipos de extração, que estão entre os mais procurados por aqui: o café coado e o café espresso.

Segundo pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), o café espresso lidera a preferência quando pedido em diferentes estabelecimentos, como padarias e cafeterias. Já o café moído, para ser coado em filtro de papel ou de pano, é a estrela do consumo dentro do lar, representando 81% do volume total consumido.

Para a ABIC, que lista também algumas regras fundamentais para o preparo da bebida, o café recém torrado tem mais sabor e quanto maior a qualidade do café, maior é a extração e melhor o sabor da bebida. Mas, vamos às diferenças entre o coado e o espresso. Aí você escolhe o que melhor se adapta ao seu paladar. Confira nos itens abaixo as características de modo de preparo, temperatura, quantidade de cafeína, cremosidade, aroma e sabor de cada uma dessas formas de extração.

  • Modo de preparo


Coado - O café é depositado no filtro de papel ou pano e logo após a água é depositada delicadamente por cima do café. Vale lembrar que a água jamais deve estar fervida e, sim, a uma temperatura entre 75 e 80 graus celsius. Moagem ideal: fina.

Espresso - O preparo do café espresso acontece por pressão. Nesse caso, o café é moído na hora e colocado no filtro da máquina profissional de espresso. Em seguida, o pó recebe uma pressão e água aquecida por, aproximadamente, 20 segundos.

  • Temperatura


A temperatura dos dois cafés também difere um pouco. Enquanto o café coado é feito com água aquecida entre 90 e 95 ºC, o processo para o preparo do café espresso se dá unicamente a 90 ºC, associado à alta pressão.

  • Cafeína


Coado - Possui maior concentração de cafeína e isso ocorre porque nesse tipo de preparo o café fica mais tempo em contato com a água, o que faz com que uma maior quantidade de cafeína seja extraída do pó. A xícara do tradicional café coado tem entre 150 e 300 mg da substância.

Espresso - Possui menos que o coado, pois fica menos tempo em contato com a água. A quantidade de cafeína no café expresso varia de 90 a 200 mg.

  • Cremosidade, aroma e sabor


Coado - O café coado é menos denso e muito mais suave, justamente porque mantém contato com a água por mais tempo.

Espresso - Costuma ser mais consistente e concentrado. Isso ocorre porque o volume de pó é proporcionalmente maior, enquanto o contato com a água é menor, se comparado com o café coado. O espresso é mais cremoso, apresentando uma espuma decorrente da alta pressão.


Para aproveitar tudo de bom que a bebida pode nos trazer é preciso que o grão do café seja de qualidade e bem produzido. Aí ele só precisa ser preparado com carinho e seguindo corretamente as instruções de preparo. Independente ser for coado ou espresso, o café vai:

  • ajudar no emagrecimento
  • ajudar a aliviar dores de cabeça
  • melhorar ou reforça o estado de alerta
  • melhorar ou reforça a capacidade de concentração
  • melhorar o humor
  • prevenir doenças como Parkinson, Alzheimer, diabetes tipo II e do coração


Além disso, o café possui:

  • Ácidos clorogênicos – tem a função de antioxidante e representa de 7 a 10% no café
  • Niacina – uma vitamina do complexo B
  • Minerais – como o potássio, magnésio, cálcio, sódio, ferro, manganês, rubídio, zinco, cobre, estrôncio e outros
  • Aminoácidos – alanina, arginina, asparagina, cisteína, glicina e outros
  • Lipídeos – como triglicerídeos e ácidos graxos livres
  • Açúcares – como sucrose, glicose, frutose, arabinose, galactose, maltose e polissacarídeos


Para conhecer mais detalhes destes e de outros métodos de preparo, o Sebrae tem um manual completo. Se precisar de ajuda, você também pode procurar a equipe da Brasitália aqui no site ou no empório para tirar suas dúvidas e te ajudar com os equipamentos e com a moagem do grão para cada método de extração!

Um abraço,

Luana Rech
Equipe Brasitália

 

Quer receber novidades sobre café? Cadastre-se!

  • Brasitália Máquinas e Café -
  • Brasitália Máquinas e Café -

Veja também

Tutorial rápido: como obter um leite vaporizado delicioso15/06/18 Degustar um cappuccino italiano, uma mocaccino ou um cafè latte só é possível se você souber como obter um bom leite vaporizado. Para que a crema fique perfeita, é preciso contar com o auxílio das máquinas de café espresso. E isso você consegue tanto nos modelos de máquinas profissionais quanto nas domésticas, que oferecem essa......
Você sabe o que é Vending Machine?22/08/16 Você sabe o que é Vending Machines?   Vending Machines são máquinas automáticas de venda de produtos. Elas foram inventadas no ano de 1888, para vender chicletes, mas se tornaram popular na década de......
Cardápio de cafeteria: novas receitas para incrementar as vendas16/02/18 Um bom cardápio pode fazer a diferença em qualquer empresa do ramo da alimentação: e com o cardápio de cafeteria não é diferente. É ponto também para um negócio de sucesso. Por isso,......

Voltar para (Blog (pt) NOVO)