Entre em contato conosco VIA WHATSAPP
49 98437 7750

Blog de | Notícias

Postado em 23 de Agosto de 2017 às 12h53

As diferenças entre café coado e café espresso

Brasitália Máquinas e Café Mesmo com modos de preparo, sabor e aroma bastante diferentes, o café espresso e o café coado (ou filtrado) estão entre as preferências dos brasileiros. Que o café é uma...

Mesmo com modos de preparo, sabor e aroma bastante diferentes, o café espresso e o café coado (ou filtrado) estão entre as preferências dos brasileiros.

Que o café é uma paixão dos brasileiros todos nós já sabemos. Aliás, no blog da Brasitália já trouxemos várias informações falando da cultura do café no Brasil e dos milhões - quase 90% da população - de apreciadores da bebida no país. Mas hoje, vamos falar mais especificamente de dois tipos de extração, que estão entre os mais procurados por aqui: o café coado e o café espresso.

Segundo pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), o café espresso lidera a preferência quando pedido em diferentes estabelecimentos, como padarias e cafeterias. Já o café moído, para ser coado em filtro de papel ou de pano, é a estrela do consumo dentro do lar, representando 81% do volume total consumido.

Para a ABIC, que lista também algumas regras fundamentais para o preparo da bebida, o café recém torrado tem mais sabor e quanto maior a qualidade do café, maior é a extração e melhor o sabor da bebida. Mas, vamos às diferenças entre o coado e o espresso. Aí você escolhe o que melhor se adapta ao seu paladar. Confira nos itens abaixo as características de modo de preparo, temperatura, quantidade de cafeína, cremosidade, aroma e sabor de cada uma dessas formas de extração.

  • Modo de preparo


Coado - O café é depositado no filtro de papel ou pano e logo após a água é depositada delicadamente por cima do café. Vale lembrar que a água jamais deve estar fervida e, sim, a uma temperatura entre 75 e 80 graus celsius. Moagem ideal: fina.

Espresso - O preparo do café espresso acontece por pressão. Nesse caso, o café é moído na hora e colocado no filtro da máquina profissional de espresso. Em seguida, o pó recebe uma pressão e água aquecida por, aproximadamente, 20 segundos.

  • Temperatura


A temperatura dos dois cafés também difere um pouco. Enquanto o café coado é feito com água aquecida entre 90 e 95 ºC, o processo para o preparo do café espresso se dá unicamente a 90 ºC, associado à alta pressão.

  • Cafeína


Coado - Possui maior concentração de cafeína e isso ocorre porque nesse tipo de preparo o café fica mais tempo em contato com a água, o que faz com que uma maior quantidade de cafeína seja extraída do pó. A xícara do tradicional café coado tem entre 150 e 300 mg da substância.

Espresso - Possui menos que o coado, pois fica menos tempo em contato com a água. A quantidade de cafeína no café expresso varia de 90 a 200 mg.

  • Cremosidade, aroma e sabor


Coado - O café coado é menos denso e muito mais suave, justamente porque mantém contato com a água por mais tempo.

Espresso - Costuma ser mais consistente e concentrado. Isso ocorre porque o volume de pó é proporcionalmente maior, enquanto o contato com a água é menor, se comparado com o café coado. O espresso é mais cremoso, apresentando uma espuma decorrente da alta pressão.


Para aproveitar tudo de bom que a bebida pode nos trazer é preciso que o grão do café seja de qualidade e bem produzido. Aí ele só precisa ser preparado com carinho e seguindo corretamente as instruções de preparo. Independente ser for coado ou espresso, o café vai:

  • ajudar no emagrecimento
  • ajudar a aliviar dores de cabeça
  • melhorar ou reforça o estado de alerta
  • melhorar ou reforça a capacidade de concentração
  • melhorar o humor
  • prevenir doenças como Parkinson, Alzheimer, diabetes tipo II e do coração


Além disso, o café possui:

  • Ácidos clorogênicos – tem a função de antioxidante e representa de 7 a 10% no café
  • Niacina – uma vitamina do complexo B
  • Minerais – como o potássio, magnésio, cálcio, sódio, ferro, manganês, rubídio, zinco, cobre, estrôncio e outros
  • Aminoácidos – alanina, arginina, asparagina, cisteína, glicina e outros
  • Lipídeos – como triglicerídeos e ácidos graxos livres
  • Açúcares – como sucrose, glicose, frutose, arabinose, galactose, maltose e polissacarídeos


Para conhecer mais detalhes destes e de outros métodos de preparo, o Sebrae tem um manual completo. Se precisar de ajuda, você também pode procurar a equipe da Brasitália aqui no site ou no empório para tirar suas dúvidas e te ajudar com os equipamentos e com a moagem do grão para cada método de extração!

Um abraço,

Luana Rech
Equipe Brasitália

 

Quer receber novidades sobre café? Cadastre-se!

  • Brasitália Máquinas e Café -
  • Brasitália Máquinas e Café -

Veja também

Receita do Café Machiatto21/12/16 Sim! Toda quarta-feira tem receita! Hoje apresentamos a famosa e tradicional receita do café Machiatto. Vamos a receita: 50 ml espresso duplo 100 ml de leite vaporizado Modo de preparo: Adicione o café espresso lentamente......

Voltar para Blog (en)